>

Identidade na tela

16/10/2021

18 filmes brasileiros participarão da Parada de Cinema 2021. Com curadoria de Tássia Araújo e Janaína Oliveira, a 6ª Mostra de Cinema Brasileiro Contemporâneo será online, de 20 a 23 de outubro aqui no site. Dessa vez, com uma novidade: no sábado, 23 de outubro, haverá uma sessão presencial no Teatro João Paulo II, zona Sudeste de Teresina.

Este ano, a convocatória foi única e geral, para filmes experimentais, ficção e documentário. Filmes produzidos em 2020 e 2021, por todo o Brasil, surpreenderam as curadoras. Além de produções piauienses, Ceará, Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Minas Gerais também participaram da convocatória.

O público pode esperar toda a diversidade do cinema brasileiro na seleção 2021. “Este ano, a presença da curadoria de cinema negro, com a Janaina, despertou um número considerável de filmes que trazem essa perspectiva”, diz Tássia Araújo, diretora e curadora da mostra. “Então esse é um dos temas que vamos acabar discutindo mais a fundo”.

 

Aspectos sobre gênero e raça, diversidade sexual e montagens criativas também devem dar o tom das sessões. “Em todos os filmes os realizadores trazem, de forma direta ou indireta, a questão política atual”, antecipa a curadora. “A política se faz presente no nosso cinema brasileiro”.

Os selecionados vão receber premiação em dinheiro, valorizando o trabalho e reconhecendo gastos com equipe e produção – uma forma de fomentar um dos setores mais impactados pela pandemia, o da produção audiovisual. Outra estratégia de retomar a cadeia da produção cinematográfica é a inserção de críticos na mostra deste ano: ao longo das exibições online, Monteiro Júnior e Ítalo Damasceno escreverão sobre os filmes, abrindo a discussão e os múltiplos olhares sobre cada obra selecionada. 

Para completar, no sábado, 23, o encerramento da mostra terá uma sessão presencial em Teresina com uma estreia importante para a cidade: Torquato Imagem da Incompletude, será exibido pela primeira vez no estado. Produzido pelos piauienses Guga Carvalho e Danilo Carvalho, o documentário é uma reflexão sobre os últimos anos de produção do multiartista Torquato Neto. O filme será exibido as 19h, no Teatro João Paulo II, seguido de bate-papo com os diretores.